Eu Preciso Parar de Fumar

Ok, papo sério agora (ou não)! Eu fumo desde que tinha … deixa pra lá, melhor não contar. São muitos anos fumando. Já fumei pouco, já fumei muito, já diminui, voltei a aumentar, parei quando estava grávida, voltei depois de parir, jurei que esse é meu último cigarro mais vezes do que consigo me lembrar. Quando fui diagnosticada com Graves, levei sermão: Tem que parar de fumar. O medo de ficar com olho mais arregalado que sapo no brejo me fez diminuir horrores no primeiro mês: um consumo de menos da metade do que eu andava fumando. Óbvio que paralelo a isso eu estava comendo até pé de mesa e mordendo canto de parede de ódio e ansiedade. Como o Hipertireoidismo estava no auge, não engordei nem saí chamando urubu de meu louro – por causa disso: eu já estava chamando por conta da doença. Mais nervosa que eu, só dois eus… Mas um nervoso puxa outro e pronto, lá estava eu fumando a mesma coisa que antes. E pisquei o olho  de novo e notei: eu estava fumando até mais!

Acordei hoje e tinha alguns cigarros no maço. Não muitos, mas tinha. Em algum momento fui no quarto e peguei outro pacote. Eu estava jogando uma partidinha de buraco amigo na internet quando notei, a coisa de uns 10 minutos atrás, que eu estava fumando o último cigarro do maço que abri mais cedo o que perfaziam um maço e pouco no dia. E como é o funcionamento da coisa, foi só eu notar isso pra sentir uma vontade de fumar esmagadora. Detalhe: eu ainda estava fumando o tal do último cigarro.

Já tem alguns dias que eu venho notando o aumento no consumo do “maledito” e todo dia de manhã eu me prometo que “hoje eu vou fumar menos”. A promessa vai pro saco e quando vou deitar noto que fumei feito louca e torço pra amanhã ser um dia melhor. Nada! Isso vem se repetindo e se repetindo em todos os dias. E quanto mais eu penso nisso, acho que mais eu fumo. Pra aliviar a tensão que esse pensamento causa…

Não adianta eu maldizer o dia que comecei a fumar. Já se vão muitos anos. Ou me odiar por ter voltado depois de parar 3 vezes. Tudo isso ficou no passado e não adianta chorar pelo leite derramado. O problema é agora! O que eu faço pra parar de fumar?????

Tem aqueles grupos de apoio nos postos de saúde. Da última vez que fui ao médico a enfermeira estava inclusive entrevistando novos membros. Acho a iniciativa ÓTIMA mas esquece, eu não vou. Eu moro longe, os encontros são de noite, quando eu estou arreada por mais um dia, ou pajeando dever de casa de filho. Esquece, não vou. Não vou andar na estrada a noite (pausa para gargalhar, não vou andar na estrada nem de dia. Os 5 kms  e tal que me separam da cidade são demais pra mim), não vou gastar 12 pilas de taxi ida e volta, não vou pedir carona pro meu pai. Eu simplesmente não vou, então corta essa opção.

Tem remédio e adesivos, mas não sei se posso usar, e mesmo que eu possa, sem a força de vontade necessária isso não adianta de NADA. E eu não sei se a tenho no momento. EU NÃO ESTOU DANDO CONTA NEM DE DIMINUIR! Eu olho pro maço, eu tiro o cigarro, eu o coloco em cima da mesa e falo: depois eu fumo. Não dá 5 segundos esse tal depois. E tem hora que nem noto que já fumei. Fico procurando o cigarro na mesa, acho que não o tirei, aí quando já estou fumando tenho um lampejo: opss, eu acho que tirei do maço sim e já fumei, tem uns 10 minutos atrás. Opss mesmo!

Estou aqui escrevendo e cada vez que digito: cigarro, fumei, maço, fumar, e por aí vai eu estendo a mão em direção ao maço amassado, penso em ir buscar outro, me seguro pra não ir. O pézinho balançando, mordendo o lábio inferior, digitando e pensando: ah, um cigarrinho….

É PATÉTICO. EU SOU PATÉTICA.

“Um grupo de pesquisadores de vários laboratórios e universidades da Europa avaliou também as influências que a exposição passiva à fumaça do cigarro pode causar no sistema endocrinológico, responsável pela produção dos hormônios que controlam várias funções do nosso corpo.
Quando expostas à fumaça, as pessoas voluntárias que fizeram parte da pesquisa apresentaram um aumento do metabolismo corporal e a produção de hormônios pela glândula tireóide se elevou. De acordo com a endocrinologista Gisah Amaral de Carvalho, especialista em tireóide, o estudo comprovou que quanto maior a exposição passiva ao fumo, maiores são as modificações na função da glândula tireóide. “

Isso pros pobres dos fumantes passivos ao meu redor. E de passiva, companheiro, eu não tenho nada!

“O estudo também mostrou a relação entre os níveis de nicotina dosados no sangue e na urina e o aumento da secreção de hormônios pela tireóide. “Mas tudo isso ainda é polêmico, pois várias outras pesquisas precisam ser feitas para se chegar a uma conclusão definitiva”, comenta a médica. “

Tá, pode ser polêmico, mas há indícios de uma relação, né? E cá estou eu, tomando remédio pra tireóide parar de funcionar feito louca e fumando pra ela funcionar feito louca. Mais contra-produtivo que isso, impossível!

“Os fumantes com hipertireoidismo ou oftalmopatia (aumento do volume ocular) desenvolvem mais complicações decorrentes dessas doenças do que os não-fumantes. Entre outras manifestações, a oftalmopatia tem seu curso complicado provavelmente pelas toxinas do cigarro que alteram o sistema imunológico e pela agressão direta da fumaça no globo ocular.”

Oba, lá vou eu ficar que nem sapo no brejo com os olhos pra fora! Bem feito, Adriana.  Fuma mesmo! Bem feito. Fuma que é bom pros olhos, além de pra tosse!

“A doença ocular associada com hipertiroidismo Verificou-se incidência 8 vezes maior de doença ocular em fumantes em comparação aos não fumantes, em pacientes com Moléstia de Graves (Hipertiroidismo).
Quanto mais cigarros o indivíduo fuma, mais graves são os problemas oculares provocados pelo hipertiroidismo.”

Enquanto isso, eu que não estou com os olhos saltados, AINDA, ao invés de ajudar, o que faço? Pioro tudo com o tal do cigarrinho.

E se o remédio antitireoidiano não funcionar mais, a coisa ainda piora:

“Pacientes fumantes com Moléstia de Graves que apresentam distúrbios oculares mostram agravamento dos sintomas ao receberem terapia com iodo radioativo o que não ocorre com não fumantes.”

Mas não é só pacientes com hipertireoidismo e com Graves que o cigarro ferra com tudo. O tal do cigarro tem várias substâncias que afetam a função  tireoidiana:

“Os tiocianatos são os mais bem estudados. Sua ação principal é impedir a captação de iodo pela tiróide através de mecanismos ainda não bem conhecidos.
Como o iodo é o principal componente do hormônio da tiróide, qualquer substância que bloqueie sua entrada na glândula pode afetar a produção hormonal.
Muitos alimentos comumente usados em países do terceiro mundo contém tiocianatos (como uma variedade de mandioca, a cassava) e as pesquisas indicam que o uso contínuo dessas substâncias na alimentação diária contribui para o aumento da tiróide (bócio), moléstia muito prevalente nesses países.
Isto ocorre, porque sempre que a produção de hormônio tiroideo é inadequada, a glândula aumenta de volume para tentar manter o nível hormonal normal, através de permanente estímulo originado na glândula hipófise.
O bócio provocado por deficiência de iodo, agravado pela ingestão de tiocianato, constitui importante problema de saúde pública, comum nos países em desenvolvimento.
Muitos estudos tem mostrado que fumantes apresentam volume tiroidiano maior que não fumantes.”

Olho e/ou pescoço saltados… Só melhora, heim??

“Em pacientes com o mesmo grau de hipotiroidismo e níveis hormonais tiróideos semelhantes, verificou-se que os fumantes apresentavam taxas mais altas de colesterol que não fumantes.
Este fato sugere que o fumo pode intensificar os efeitos do hipotiroidismo no corpo, possivelmente por interferir na ação do hormônio tiróideo nos tecidos.”

Notaram que o cigarro não se decide, né? Se ele não causar o hipertireoidismo, ele o agrava. Se não causar o hipotireoidismo, ele o agrava. Em ambos os casos, os fumantes estáo ferrados. E mal pagos.

Tem que ser MUITO estúpido mesmo pra ter saúde e comprometer tudo fumando. Mais estúpido ainda pra ter um problema de saúde que o cigarro agrava e continuar fumando. E, ainda mais estúpido, se é que isso é possivel, pra não só não parar de fumar como aumentar a quantidade de cigarros diários.

Opa, para tudo, essa sou eu. Para nada… lamento comunicar: EU SOU ESTÚPIDA!

E lá vou eu tentar dormir (é ruim, heim?) porque se eu ficar aqui no computador por mais 10 minutos que seja eu vou correr e abrir outro maço. Mesmo não querendo. Mesmo me implorando preu não fazer isso. É que eu não me ouço nessas horas.

EU PRECISO PARAR DE FUMAR. Só não tenho a menor idéia de como… É que no momento a única coisa que penso é que preciso fumar… 😦

***

Fonte:
Paraná Online
Instituto da Tireóide

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Tentando Entender com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

12 respostas a Eu Preciso Parar de Fumar

  1. Sakz diz:

    Parar de fumar, Dri, é um dia de cada vez. Os três primeiros dias são os piores, depois melhora, mas pouco. Meses depois, melhora mais. Passar, nunca passa, mas é a consequencia de uma escolha do passado.
    Parar de fumar não é método, é decisão. Falo isso pq parei de fumar e ainda hoje tem momentos que eu penso voltar (hoje mesmo), mas me lembro como foram os 3 primeiros dias e sei que não quero fumar pro resto da vida, logo, um cigarro e vou ter que passar por aqueles 3 dias de novo. Não resolve, mas o menor de dois males, as vezes é a melhor opção.
    Então não espere uma inspiração ou uma boa chance. Marque uma data, faça uma despedida, avise os familiares que serão 3 dias ruins. Veja Trainspotting e morda o pé da mesa. Três dias depois e uma mesa a menos, a coisa melhora, um pouco, e mais um pouco. Um dia de cada vez.

    Beijus e se cuida. Cuidar do seu corpo é cuidar do tempo e da qualidade de vida que vc tem com sua familia.

    • O problema é a maldita decisão. Eu sempre acho que ainda não é agora. É daqui a pouco, mas não agora. Eu já ando mordendo canto de parede, #comofas
      Quero, e muito, mas ainda não a ponto de querer. Quis que o último pacote (é, eu compro em pacotes, tá?!) fosse o último. comprei outro. Quero que esse seja o último, mas não confio em mim a ponto de acreditar nisso.

      A primeira e única vez que vi Trainspotting vc estava do meu lado. Lembra como eu reagi ao filme? Eu nem parei e me sinto protagonista do filme. Acho que vou vender meus filhos pra comprar outro pacote de cigarro… ou se alguém o jogar privada a fora eu vou enfiar a mão pra recuperar!

      Eu estou com sérios problemas… Seríssimos! Cês pensam que é pilha, mas não é não. Eu finalmente perdi o controle… 😦

      Depois me perguntam pq eu não quero tomar a pilulazinha feliz do Dr. Antônio Carlos… Tá lá na caixa de buginganta, o ansiolítico me chamando, e eu dando língua pra ele… e se eu parar de fumar agora, acho que vou cair de boca na pilulazinha feliz do Dr. Antônio Carlos. E ai vou estar babando na esquina mais próxima pedindo por outra pilulazinha feliz…. e se bobear, um cigarrinho pra rebater! ARGH! Eu não estou conseguindo pensar claramente, sério!

      Péssimo timing pra querer parar de fumar. Mas tenho a impressão que todos são péssimos, então eu vou ter que achar um jeito de fazer isso o quanto antes, ou desencanar e encomendar meu caixão com espaço extra pros olhos saltados e pro bócio gigante… Ou um ou outro. Tipo urgente.

      • Sakz diz:

        Se o ansiolitico é a bupropiona, cai de boca. Tenho verdadeiro horror de ansiolitico, até pq para um ansioso de carteirinha como eu ansiolitico é meio que apagador de personalidade, mas tomei a brupropiona é show para parar de fumar, simplesmente tira a graça do cigarro.

      • Nopz. O velho e bom (?! Heim? Como? Quando? Porque?) Diazepam…

        Fui até ler sobre esse outro, é que ele é antagonista nicotínico também (além de antidepressivo, o que não é propriamente um ansiolítico…), então é inclusive recomendado pra diminuir os efeitos da abstinência por nicotina!

        Dando um updade: ontem fiquei em 18 cigarros. Queria diminuir ainda mais hoje, mas já foram 19. Indo deitar e ver TV e torcer pra não fumar o vigésimo…

        Um PS: Não sei se você se lembra como eu estava nos últimos dias antes do nascimento da Lelê, que me mantiveram dopada por conta de risco de pré-eclampsia. Não quero ficar daquele jeito NUNCA mais na minha vida, querendo falar e não conseguindo, querendo fazer coisas e prostrada, completamente boba e incapaz de compreender sentenças simples. E era um fraquinho em dosagem pra grávida. Bom, vamos ver o que eu arrumo por aqui… vamos ver. Indo. Fui.

  2. lucia diz:

    Infelizmente, Adriana, tem coisas na vida, cuja decisão depende exclusivamente de cada um de nós. Garanto que, se qualquer pessoa pudesse fazer ISSO por você, já o teria feito… Falo dos seus filhos, – pelo menos dos mais velhos – , seus pais, marido, amigos, enfim… Todos devem saber – tanto quanto você – todo mal que este desgraçado desse cigarro, lhe faz, ainda mais na sua condição de Hiper… e, claro, devem se sentir tristes, diante da própria impotência.

    Mas tente, amiga…! A hora de tomar a atitude é ESTA , sim! Não protele mais! Você poderia estar bem melhor… e sabe disso!…..Tente gostar de vc , tanto quanto vc gosta da sua família…Nem precisa mais! Pense no quanto eles lhe gostam e precisam de você por perto e saudável!
    Quem sabe , esta força da qual você necessita tanto, não lhe aparece , de repente?

    Tente dar-se um tempinho! Você, mais que ninguém, nessa hora, está merecendo.! Não atropele o seu tratamento… Tá indo tudo tão bem com o medicamento , né mesmo?

    Há muitos anos, conheci uma pessoa que, ou parava de fumar… ou parava. Ainda não tinha um problema irreversível mas, tudo indicava que a coisa ficaria braba, caso não deixasse de lado o cigarro, com urgência.
    Então , tomou a seguinte decisão:
    Páro, em um mês!

    1 a. semana: 8 cigarros por dia ( comprava uma carteira por dia e jogava , literalmente, no lixo, o resto dos cigarros… E, dáva-me os 8 que, inteligentemente, conseguiu distribuir pelo dia inteiro , de formas que não chegasse a ficar muito ansioso. Pedia-me um, toda vez que chegava a hora que ele mesmo determinou para fumar.
    2a. semana: 6 míseros cigarros, como dizia ele!
    3a. semana: 4…….
    e finalmente: 2

    Trabalhávamos juntos. Morávamos no mesmo hotelzinho., numa pequenina cidade onde só haviam crianças e velhos… Os jovens saíam para estudar em centros mais adiantados.
    Eu, havia sido nomeada e só poderia sair de lá em, no mínimo, dois anos… ele, apareceu depois, e iria passar apenas alguns poucos meses… Já era Inspetor! Tornamo-nos amigos!

    Depois, perdemos o contato. Ele saiu primeiro que eu…mas, acho, que não voltou mais a fumar.

    Desculpa tá me metendo assim na sua vida… mas é que, como , apesar de lhe conhecer há muito pouco tempo já lhe tenho muita afeição e desejo que esse PESADELO desapareça o mais rápido possível.
    Grande abraço!

    • Não está se metendo Lúcia. Até porque, se eu postei aqui, é porque quero ser chamada de estúpida, idiota, imbecil, como assim eu fumo??! De filhos e marido e amigos em carne e osso eu já cansei de ouvir e não fez o efeito que devia, já que continuo fumando, né?

      Ainda não foi hoje, mas o fato de ter postado isso ontem, tá cá o maço quase cheio na minha frente. Se fosse ontem, ele já estaria em vias de acabar ou já terminado. Agora é o teste de fogo. Sentei no computador (sábados, domigos e segundas eu fico com as sobras e meu marido só saiu do PC agora!) e é a hora que é difícil controlar o número de cigarros. Vamos ver como vai ser. Com sorte melhor que ontem, e mais perto de parar.

      Vamos ver como isso se desenrola…

  3. Leila diz:

    Olá Adriana, estive pesquisando no São Google sobre como parar de fumar, apesar de saber como parar, então sou uma estúpida e imbecil mesmo. Tenho bócio multinodular também. Me identifiquei com esse seu post. Também parei qdo engravidei das minhas 2 filhas, fumo desde… desde sei lá. Muitos anos também.
    Vivo falando que vou parar e nemmm… Compro maço, separo uns 5 para fumar 5 em 1 dia, outros 5 em outro… Nadinha… Acabo fumando todos. Nem quero, nem dá pra ir em reuniões também. Nem quero remédios. Espero que vc consiga. Um abraço e já virei sã do seu blog.

    • Oi Leila,
      ainda estou na luta. Depois desse post, diminui, aumentei, diminui, aumentei de novo… Sei que depende de mim, mas ao que parece, estou uma mosca morta no momento: incapaz de decisões que exijam força de vontade. Até pequena, que dirá grande. Mas ainda não desisti. Eu preciso parar de fumar. E tenho fé que em algum momento vou conseguir. Só ainda não aconteceu.

      Espero acordar em algum momento e dizer É HOJE. E cumprir. Mas enquanto isso, vou tentando me policiar como dá, atrasando o cigarro. Funciona alguns dias melhor que em outros, mas é o que tenho podido fazer por hora.

      Mas vou ficar torcendo por você. Cada um que consegue é uma força a mais que a gente recebe, e a gente volta a acreditar que é possível sim. 🙂

      Obrigada pela visita e a casa é sua! 🙂

  4. SILVANA diz:

    OLA MOÇADA EU SILVANA PAREI DE FUMAR FAZEM 18 DIAS QUE NAO FUMO E TAMBEM NAO TO CO VONTYADE E MENTIRA VONTADE EU TENHO + A MINHA FORÇA DE VONTADE ESTA SENDO MAIOR NAO FOI A TOA QUE EU SILVANA PAREI DE FUMAR PASSEI POR 2 PNEUMONIA SENTI DORES NO PULMAO E O LADO ESQUERDO FICOU ENCHADO FOI O MOMEWNTO QUE SENTI QUE EU IA MORRE CHOREI MUITO QUANDO SENTI QUE EU IA DEIXA MEUS FILHOS FUI OA MEDICO E FOI AI QUE EU SILVANA RESOLVI PARA DE FUMAR PARA VIVER . ESTOU BEM + PASSEI HORRORES NOS 1 DIA + ESTOU NA LUTA ESTA VALENDO POR QUE ESTOU ME SENTINDO UMA NOVA MULER BJ . A AJUDA VEM DE SI PROPRIO E JUNTO COM DEUS . ESPERP QUE MEUS FILHO ME AJUDEM PORQUE EU ESTOU NERVOSA + ESTA BVALENDO APENA BJ FORÇA PRA TODOS

  5. Giselle diz:

    Olá,
    Estou sem fumar a cinco dias!!
    Pois é, fumava que nem uma louca durante 11 anos… em dezembro do ano passado fui diagnosticada com doença de crhon, inflamação no intestino… desde então fumei mais ainda mesmo internada, muito doente e tal… mesmo sabendo que o cigarretes prejudicava mais ainda meu estado…
    Nunca acreditei em remedio ou adesivos e muito menos nos chicletes de nicotina… mas estou realmente surpresa!!
    Meu medico receitou wellbutrin com adesivos.. era para fazer quinze dias de tratamento com wellbutrin e depois colocar o adesivo e parar de fumar de vez… Pela minha surpresa parei no setimo dia de tratamento.. o gosto era horrivel, e estou tão calma que ñ tenho crises .. nada nem dor de cabeça..
    T e recomendo… pois eu tb já tinha tentado parar várias vezes… e sempre falava esse é o ultimo, e na verdade era o ultimo do maço…
    O remédio não faz milagre… precisa ter um pouco de força de vontade… pq vontade de fumar tenho td hora, mas passa rapidinho.. e fica bem mais fácil sem ter os sintomas, né…

    Boa sorte…

  6. Giselle diz:

    Se precisar de ajuda.. me manda um e-mail… meu caso é parecido com o seu…nada é impossivel…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s