Confia e vai

Tem muita coisa acontecendo na minha vida. A maior parte do tempo, mais do que eu ando sendo capaz de lidar, e por isso, eu resolvi que até segunda ordem, a minha tireoide não seria um problema.

Entre a resolução e a ação há um abismo dentro da minha cabeça onde muita coisa acontece. Gente ansiosa, não vai ter muito jeito.

Em fins de junho o exame deu xabu, né? Ai mandei mensagem pro médico, e ele com a maior calma e confiança mandou reduzir de 75mg de Puran T4 para 50.  E eu entrei no carrinho da montanha russa pra ver no que ia dar.

Dia 31 agora eu fiz outro exame. Resultado sai e eu só estive com mais hipertireoidismo em 2012… T4 = 2  e TSH … TS o que? então, imensurável (abaixo de 0,011).

Mas eu tô agarrada na minha resolução de agradecer ao universo o médico 0800 e os presentes misteriosos (apareceu um casaco que eu queria na minha casa, ando fazendo outras encomendas pro universo. Vai que cola?  Delivery ele faz que eu vi acontecer!) e tentando por uma vez na vida não ser a especialista de butequim, sabe? Aquela que não sabe nada e palpita assim mesmo. Nem a especialista pré-pronta, basta adicionar água: Aquela que não estudou pra ser especialista, mas leu bastante, sentiu na carne, e tem um parecer para dar sobre o assunto. Deixa o sujeito seguir a linha de tratamento dele. Deixa ele coçar a barba e tomar desisões, para de tentar criar expectativas pra tudo, até pro próximo curso de ação do médico. Isso cansa, sabe? Eu gasto quantidades horrorosas de energia criando trajédias mentais que podem nem acontecer.

Isso não me impediu de rodar em volta do próprio rabo, pensando que trocou de plano de saúde agora, não vai rolar cirurgia e dificilmente o plano aprovaria a ablação antes de 2019…

Mas para. Como é que eu tô?  Agitada (até gosto), Irritada (mas de modo geral com coisas que causariam irritação, eu só estou mais irritável) e com impaciência com gente do tipo ser humano… Até no mesmo ambiente e cada um na sua.  Tudo isso é hiper. Mas é também outras coisas.  Eu tô triste. Eu tô melancólica. Eu tô com saudade do meu pai. Eu tô insatisfeita. E isso é outra coisa. Totalmente diferente.

Tem tremor? não. Taquicardia?  Nops, coração em 62 hoje. Pressão alta? nem… Falta de ar e dor muscular? nada… Tô com uma dor na coluna, serve? É má postura, para de culpar a doença errada. Ou seja, praticamente zero sintomas físicos.

Chego no consultorio, e meu médico é só sorrisos, tudo é alegria. Perdi peso, pressão ok, bpm ok, só o exame lá com uma hiper medicamentosa… Ele apalpa minha tireoide e diz que mal dá pra perceber alteração. Do Tireoidão para inflamação ausente ou ridiculamente pequena. Eu cheguei a comentar que achava curioso, já que ela era enorme tanto na hiper lá nos idos de 2000 e guaraná de rolha, e enorme na hipo medicamentosa. E eu estava com hiper de novo e…  Remédio, ele disso, isso, apontando o exame, é só remédio. A gente só precisa achar a dose certa.

E sem pestanejar ou se questionar, tirou da gaveta umas amostras de puran t4 37,5, e uma guia de exame para fim de outubro, e o qualquer sintomatologia entrar em contato.

Eu bem vou catar um pedido de exame pra fazer no…. então, vou tentar não fazer isso não. Só se eu estiver mal. Se voltar a tremer (meu maior medo. Ando desenhando, fazendo lettering, e tem sido terapeutico e significativo pra mim… se eu começar a tremer… não, nem quero pensar). Se ficar sem ar. Se tiver taquicardia significante. No resto vou dar 3 meses pro meu corpo se adaptar.

Tem muita coisa acontecendo na minha vida. Não dá pra deixar minha tireoide ser uma delas, se a opnião médica, de um sujeito que sabe-se lá porque me inspira confiança, é que tá tudo ótimo, sob controle, e em fase de ajuste. Estamos indo no bom caminho. Segue. Só Segue.

Vai que eu me curei. Mesmo, sabe, tipo, não há mais inflamação na  tireoide.  E nem morta ela tá,  ela produz alguma quantidade de hormônio tanto que 75 e 50 mg são muito pra mim. Vai que eu estou mesmo bem, e só estou apavorada e desacostumada demais em estar bem?

As vezes a gente se vicia nisso sabe?  no desespero. na desolação. no tem algo errado. algo vai dar errado, é só esperar.

Parece estranho mas a gente se vicia nisso.

Quem sabe o que poe acontecer se eu só confiar e ir?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Tireóide. ligação permanente.

14 respostas a Confia e vai

  1. Y diz:

    ~Eu tô com saudade do meu pai.~
    ❤ :~)

    Isso é um sintoma físico. Saudade. Dói, vira lagriminha ou até quando não vira dá calorzinho no peito.

    Faço o exercício também de "deixar o médico decidir". Depois que fui olhar lá o exame dos países baixos, resolvi não fazer mais isso comigo. Tou levando as ultras/grafias/ssonâncias (época de check up) lacradas como são entregues pelos laboratórios.

    Mas o sangue foi acostumado ao vai-olha-controla-vê… Ir mensalmente ao colírio, meses indo quase que semanalmente. Crise, sertralina.

    Depois da consulta com a Dra. Rossana Corbo (vale muito pegar um especialista quem puder), tá feito o encaminhamento. Tem 2 anos que reina a paz aqui.

    Aí aproveito pra te passar minha XP. Caso faça ablação nalgum dia, esteja com o corpo mais magro (quem tem gordurinhas extra e não as quer).

    Foi a única coisa que me arrependi em todo esse processo.
    Ao invés de fazer com 90kg, fiz com 120kg e fui parar depois do hipo pós ablação em 160kg.

    Tá. Tiróide em hipo não engorda a pessoa.
    Mas essa hipo depois da ablação, PQP, não desejo pra nenhum serumano: me deprimiu (seriamente), deixou mole, jogada na cama e aí dormindo resolvi que ia comer até morrer (e no estado antimetabólico que fui parar, se comesse alface já engordaria). Foi coisa de sair do costumeiro TSH 0,05 (tem coisas que só Graves faz por nós) direto pra 21 no mês seguinte…

    Na minha história eu engordava mais com hiper antes da ablação. Ou seja, ficava ótima eutireoidiana, perdia peso, tudo lindo etc. Aí, sei lá porque, vinha uma virada hormonal, entrava em hiper novamente e ficava acelerada louca e engordando. Se tivesse pego uma dessas viradas e feito a ablação na hora, não iria amargar o pós como foi.

    Mas enfim, tive que viver isso nem que seja pra ajudar alguém a perceber que tem essas nuances quando rola o tratamento clínico.

    Tou vendo teu caminho mto similar, Di. Qq coisa, tomamos um mate pra fofocar isso aí…

    Em tempo: detesto conselho. 😉 por isso essa mania de falar sempre só da minha experiência e deixá-la ser útil a quem quiser usar.

  2. Olá
    Acredito mesmo que esse seja o caminho, até porque você o escolheu, e tende a dar certo.
    Confia e segue!
    abraços,
    Alexandre

  3. silvana lima de godoy barroso diz:

    Oi! Então, não entendi … vc está hiper e seu médico lhe receitou puran t4??? Não seria o contrário, combatê-lo com tapazol? Ou dar um tempo pra ver se é só sua tireóide se acomodando, sei lá. A minha experiência horrorosa com hipertireoidismo me fez temer muito essa situação. Após o iodo, só falta o TSH se arrumar. Ainda está na mesma, 0,001. Mas diz que leva tempo. Não temo ficar hipo, com todas as suas mazelas. Temo (muito, demais rsrs) ficar hiper. Por isso minha preocupação com a sua história. Boa sorte. Bjs

    • Isso mas não é isso. Estou hiper, mas é medicamentoso: a dose do puram está errada. Pode até que a dose certa seja ZERO, mas nos 3 meses em que fiquei sem tomar nada, a hipo aumentou. Estamos acertando a dose.
      No momento, coração tranks, pressão ok, sem tremor (não posso tremer… e os meus letterings? NAO POSSO TREMER!), nada nas unhas (ainda estão lascando como se fosse hipo, mas menos, e sem descolamento distal), nada de nada. Exceto que eu estou muito sem paciência, e muito acelerada, com dificuldade de parar e fazer só uma coisa de cada vez, ou pior, não fazer nada… Mas estamos ajustando.
      Sim, eu tenho medo também. Mas por isso o título é confia e vai. Meu médico atual diz que Tapazol por mais de um ano é muito mais risco que benefício, e eu tomei por quase uma década. E ele diz que minha tireoide está quase do tamanho normal, logo, não está inflamada (o que confirma que a hiper é medicamentosa!).
      É estranho, mas eu consegui entender a linha de raciocínio dele. De vez em quando eu ameaço questionar, mas vai que ele está certo? Não vai sair do controle, pq se eu começar a ter qualquer outro sintoma ou ficar agitada mais do que o minimamente aceitável, eu vou estar vigiando. Meus amigos médicos com quem eu encontro no minimo a cada 15 dias, estarão vigiando. É um trem que eu não sei pra onde vai, mas descarrilhado ele não está!!!! 🙂

  4. Simone diz:

    Meninas preciso de ajuda! Tomo tapazol 10mg tá fazendo 1ano. No início tive uns sintomas muito parecidos com q fala na bula. Febre, diarreia, etc. Mas não me liguei. Melhorei e continuei o tratamento. Agora há uns 4 ou 5 meses apareceram us caroços nos meus pés e mãos. Ninguém descobre o que é. E como sempre, assim como virose, disseram ser alergia mas não sabem a que. Lendo a bula do tapazol agora, vi sobre dermatite descamativas e é exatamente assim q está. Nem com água posso mexer q piora muito. Alguém teve esse tipo de alergia? Não quero estender muito. Pra ter uma idéia parece com alergia a esmalte mas está em somente alguns dedos e nas palmas e solas dos pés. Parece psoríase mas estão localizados, onde nasceram os caroços que mais parecem calos, descasca e coça horrores. Vou fazer exame e retornar na médica mas estou com medo de ela dizer q não tem nada a ver. Essa médica é um pouco turrona! No momento não estou podendo pagar consulta e no público não acho endócrino. Estou desesperada! Não aguento tocar em nada. Meus dedos estão com a pele super grossa mas ao mesmo tempo com rachadura e ficando feridos. Por favor, me ajudem! Obrigada!!!

    • Julia diz:

      Oi Simone!
      Então, menina, infelizmente não tenho como ajudar porque nunca experimentei nada parecido na pele. De esquisito, mesmo, o tapazol só me rendeu nódulos na mama e nas axilas (!!!!), quase enfartei!! Quando tomava banho, fazia o autoexame e via essas ondulações esquisitas, dolorosas… pensei um monte de besteira!!! Ficava controlando diariamente o tamanho e, quando chegava a hora de ir ao médico, esses caroços desapareciam! Aí o endócrino me disse que os anticorpos que causam hipertireoidismo atacam em várias frontes, e uma delas era o tecido dessa região! Dá para acreditar? Como se não bastasse estar toda ferrada, ainda sofrer com esses ataques em regiões bizarras? Claro que eu sou teimosa, fiz mamografia e exames de controle… tudo normal, mas quase morri de preocupação!
      Outra coisa que o tapazol também me causou foi uma queda brusca nos leucócitos! Não a ponto de caracterizar leucopenia, mas estou sempre só um pouquinho acima do normal! Antes do hiper eu tinha entre 8 e 9 mil leucócitos (normal entre 4 e 11), hoje estou ali, estacionada no 4 e comendo 1 milhão de coisas exóticas para reforçar minha imunidade!
      Está certo que eu tomo uma dose de tapazol bem mais alta que a sua (30 mg) e a saída que eu arrumei foi dividir a dose em 3, para evitar um pico muito alto do tiamazol na corrente sanguínea! Não sei se você é disciplinada a esse ponto, mas experimenta tomar 5 mg de manhã e 5 mg a noite, com intervalo de 12 horas! Além de você ter dois momentos de pico da medicação, você evita toda a toxicidade do remédio de uma vez só!
      E seu bolso também vai gostar… o tapazol de 5 mg vem muito mais comprimidos e a diferença pro de 10 nem é tão grande assim!

      Um beijo,

      Ju

    • Tenho um escamação no pé, que pensando aqui comigo, data da hiper/ tapazol… Mas não coça, não incomoda, faz um calo de vez em quando, mas no geral, é só uma região na sola do pé que dá uma escamada.
      Se não se sentir confortável com o parecer dá medica, vá em outro. Vá num dermato e num alergista mas mencione sua condição de tireoide.
      As vezes a gente tem que procurar meio fora da caixa… 🙂

  5. Julia diz:

    Adriana,
    Não consigo ficar tão despreocupada com meus exames, sabia? Não sei, acho que fui tão negligente comigo mesma, por tantos anos, que a única coisa que eu quero é estar bem, sabe? Quero estar senhora das minhas emoções, do meu peso, do meu sono, da minha disposição…ter essa sensação de que não há nada errado fisicamente comigo. O hiper me fez de gato e sapato por tanto tempo, desenvolvi outra autoimune no estômago, da “família” dos problemas de tireóide (Graças a Deus essa se desenvolveu sozinha e entrou em remissão sem eu saber o que fiz!!!), que agora eu tô super proativa em tudo!
    Levo a minha vida numa boa, me divirto, namoro, mas minhas idas ao endócrino são sagradas! Saio do consultório com outra consulta agendada e evito me sabotar, porque eu fico com uma culpa enorme! O mundo pode esperar, porque eu preciso ter certeza de que está tudo bem! E o mesmo se aplica aos exames, 6 em 6 semanas faço minhas medições! Pode parecer neurose e talvez seja, mas não quero ficar nem 1 segundo a mais fora de equilíbrio! Quando a tireóide estiver nos eixos, aí, beleza, relaxo e deixo a vida me levar, vou me dar umas férias, mas agora? Eu não aguento. Preciso chegar logo naquela fase e ter todos os meus hormônios na faixa da normalidade.
    Quanto a sua trajetória, ainda acho que você vai ficar sem medicação ou tomando uma dose ridiculamente baixa. São muitos anos tomando tapazol para do nada achar que a tireóide vai assimilar tudo e funcionar como se espera. A minha sugestão para você é: faça o tal exame no meio do caminho! Faça tudo que você puder para deixar seu corpo em equilíbrio o quanto antes! Ver todos os hormônios onde devem estar, vai te dar a segurança de separar o quanto de tudo é vida e o quanto é da doença…É só uma sugestão!

    Um beijo,

    Ju.

    • Júlia, acho que não me fiz entender.
      Ou talvez tenha.

      Estou seguindo a recomendação do médico, a hipótese diagnóstica do médico, o parecer do médico, e o espaçamento de exames do médico…
      Resolvi que em vez de desenvolver mil teorias e acabar sabotando o tratamento (e nunca saber se o médico estava certo), resolvi confiar. Ele acha que é hipo e que é uma questão de ajustar a dose, e que embora com hiper medicamentosa, tá tudo sob controle? Então, vou acreditar.
      Não sem tomar conta de eventuais sintomas, ou me manter vigilante. Mas deixar que a hipótese dele se confirme ou seja refutada…

      Antes eu estava com hipo medicamentosa. E não vamos nem falar da alta toxidade do tapazol. Agora eu estou com hiper medicamentosa, e na crença do meu endócrino, muito bem recomendado por médico da minha inteira confiança, vai passar assim que ele achar a dose certa da minha reposição de T4. E eu tô pagando pra ver.

      A outra opção é me rebelar, parar de tomar puran, ficar paranóica fazendo exame todo mês, voltar pro trapazol por minha conta e risco, ou qualquer outra bobagem assim.

      Quanto ao equilíbrio, então, adoraria. Mas infelizmente não vem tão fácil. Certo ou errado o meu endócrino, ajuste de quantidade de hormônio para quem tem disfunção da tireóide não é algo fácil. Se fosse não precisava ter montado esse blog. Era só fazer o que quer que fosse pra ter ficado curada em 2009, né?
      E todo o pessoa de hipo tomaria a mesma dose de T4 e seriam felizes para sempre. Meus amigos que tem hipo é que sabem quantas vezes o repositor foi ajustado.

  6. Ely diz:

    Olá pessoal!
    Eu descobri em junho deste ano que tenho Hipertireoidismo, somente olhando meu TSH 0,01 e T4 livre 2,89! Tinha feito esses exames que foram solicitados pela ginecologista, exames de rotina… No início de julho fui ao Endocrinologista que me falou que é uma doença grave e os olhos caem (talvez ele tenha dito isso p/ eu me cuidar) pq eu contei que no ano anterior, 2016 observei que meu T4 livre 2,15 (acima do valor de referência 0,61 a 1,30) um erro eu não ter cuidado antes, acredito. O TSH parecia normal 0,50 (Val. Ref. 0.34 a 5.60).
    Eu já tinha pesquisado na internet sobre Graves e sabia que os não caiam e sim ficavam “protusos”!
    Então o médico solicitou Anti Tpo, T4, TSH (2,20 / 17,0 / 0,01) e ultrassom da tireóide com doppler colorido (doença parenquimatosa difusa/Tireoidite).
    Quando voltei 15 dias depois p/ mostrar os exames, recebi o diagnóstico de Tireoidite de Hashimoto (confesso que fiquei até mais tranquila, bobagem) e a receita p/ tomar Tapazol 10mg 1 comprimido ao dia durante 15 dias, após 2 comprimidos ao dia, total 20mg, eu deveria voltar em outubro!
    Uns 20 dias depois fiquei com urticária, suspendi o Tapazol por conta própria por 4 dias, depois voltei a tomar apenas 1, cinco dias depois 2 novamente, eu não consegui voltar ao Endocrinologista, pq só marcam outra consulta um mês depois, coisas do plano de saúde.
    Procurei outro Endocrinologista tbm pelo plano que olhando meus exames me diagnosticou com Graves, senti um “baque” na hora, um tremor no corpo!
    Sim, meus sintomas são ansiedade, tremor e nervosismo, eu achava que era o estresse.

    Marquei o terceiro Endocrinologista, particular dessa vez, médica na verdade, ouvir dizer que ela é muito atensiosa e a consulta é demorada.
    Espero ter um diagnóstico mais preciso dessa vez.
    Foi muito bom ter encontrado esse blog, obrigada Adriana e todos que participaram!!!

    • Adriana diz:

      Oi meninas todas sumidas e principalmente a Dri…espero que todas estejam dentro do possível controle emocional. Minha dúvida cruel depois de 6meses de tapazol agora em dose de 5mg dia entrei em hip0 há 3meses e meu médico não quer parar o tapazol porque é arriscado antes de 18 meses pois o hiper volta e estou tomando tapazol 5mg e puran 25.Alguem já tomou os dois??

  7. JOYCE G DA SILVA diz:

    Olá meninas, tudo bem?

    Pra quem, como eu, já fez iodoterapia e já inverteu a hiper pela hipo, gostaria de saber (principalmente você Adriana, que está na luta há bastante tempo) já viram algo sobre suplementação de iodo com lugol? Sabem me dizer como funciona e essas coisas, andei lendo algumas coisas e pensei em perguntar para a médica.

    😀

  8. Cris diz:

    Boa tarde me chamo Cris há alguns meses venho sentindo muita taquicardia, cansaço, insônia dor de barriga fiz uns exames porque o medico achava q fosse tireoide o problema fora que emagreci horrores tbm eu já era magrinha e fiquei msis ainda entao meus exames de tsh deu normal e o t4 total deu alterado pra mais fui em três médicos que disseram que estava com hiper e me receitaram tapazol 10mg e propranolol 10mg pra taqui que estava com muita e depois fui no endócrino que disse q não era hiper e mandou eu suspender o tapazol e refazer os exames daqui a 30 dias havia uma semana tomando já e estava sentindo super bem meu intestino melhorou, minha disposição…enfim estou a 3 dias sem o uso do tapazol e voltou tudo novamente taquicardia, diarreia… Estou assim sem chão o t4 total não serve de referência pra distúrbio da tireóide?

    • Como te respondi em outro post, o t4 total é um marcador pouco significativo perto do t4 livre, sugiro exames mais detalhados e uma segunda opinião de endocrino já que vc não saiu confiante da consutlta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s